CFBio - Conselho Federal de Biologia | (61) 3328-2404
ÁREAS DE ATUAÇÃOSaúdePORTAL DOS BIÓLOGOSPORTAL DA SAÚDESelo CFBio de Qualidade de Cursos de Ciências BiológicasNormativas de Interesse dos BiólogosPerguntas Frequentes Universidades Públicas Links Úteis Sindicatos e Associações de BiólogosLAI

REDES SOCIAIS

Facebook Twitter Google Plus
Youtube Linkedin Instagram

TEMPO HOJE

BUSCA DE CEP

 

Correios

Estão abertas inscrições para o Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia

Publicado em: 01/04/2019


Estão abertas as inscrições para o Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia 2018, que tem como tema "Industria 4.0". O prazo vai até as 18h (horário de Brasília) de 31 de maio de 2019.

O Prêmio é atribuído a cinco categorias: Iniciação Científica; Estudante Universitário; Jovem Pesquisador; Pesquisador Sênior; e Integração. A premiação vai de 2 mil a 10 mil dólares, dependendo da categoria.

A iniciativa é da Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do MERCOSUL (RECyT) e dos organismos de ciência e tecnologia dos países membros e associados ao MERCOSUL, organizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações do Brasil (MCTIC) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), além de contar com o apoio institucional do Movimento Brasil Competitivo (MBC).

Os objetivos são reconhecer e premiar os melhores trabalhos de estudantes, jovens pesquisadores e equipes de pesquisa que representem potencial contribuição para o desenvolvimento científico e tecnológico dos países membros e associados ao MERCOSUL; incentivar a realização de pesquisa científica e tecnológica e a inovação no MERCOSUL, e contribuir para o processo de integração regional entre os países membros e associados, mediante incremento na difusão das realizações e dos avanços no campo do desenvolvimento científico e tecnológico no MERCOSUL.

A edição 2018 do Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia é lançada simultaneamente, nos países membros e associados ao MERCOSUL: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

A Indústria 4.0, manufatura avançada ou indústria inteligente, é uma importante mudança de paradigma em relação à maneira como as fábricas operam. Nessa visão de futuro, ocorre uma completa descentralização do controle dos processos produtivos e uma proliferação de dispositivos inteligentes interconectados, ao longo de toda a cadeia produtiva e logística. Refere-se à 4ª revolução industrial, caracterizada pela integração e o controle remotos da produção, a partir de sensores e equipamentos conectados em rede, associados a sistemas ciberfísicos, dados e serviços inteligentes de internet e é entendida como o futuro da produção, dentro de um esforço para revitalização das empresas e pela busca de liderança tecnológica, e, consequentemente, de mercados globais, cada vez mais competitivos.

O trabalho deverá abordar uma ou mais das seguintes linhas:

1. Inovação, tecnologias disruptivas e novos modelos de negócio
Uso de tecnologias disruptivas para impulsionar as organizações, aumentar a produtividade e inserir a inovação nas etapas do processo produtivo.
Novos modelos de negócios impulsionados pelas transformações causadas nos processos industriais

2. Agricultura 4.0
Utilização de novas tecnologias para contribuir para a produção e industrialização de produtos agrícolas.
Utilização da Agricultura 4.0 (TICs e novas tecnologias digitais) para elevar os índices de produtividade, da eficiência do uso de insumos, da redução dos custos com mão-de-obra, melhoria da qualidade do trabalho e segurança dos trabalhadores, e a redução dos impactos ao meio ambiente.

3. Manufatura Avançada e futuro do trabalho
Impactos da Indústria 4.0 na sociedade e nos modelos tradicionais de trabalho
Como as novas tecnologias mudam o cenário de trabalho e as competências e habilidades necessárias para o trabalho.

As inscrições e outras informações podem ser obtidas no site: http://www.premiomercosul.cnpq.br



Voltar Imprimir este artigo