CFBio - Conselho Federal de Biologia
ÁREAS DE ATUAÇÃOSaúdePORTAL DOS BIÓLOGOSPORTAL DA SAÚDESelo CFBio de Qualidade de Cursos de Ciências BiológicasNormativas de Interesse dos BiólogosPerguntas Frequentes Universidades Públicas Links Úteis Sindicatos e Associações de BiólogosLAI

REDES SOCIAIS

Facebook Twitter Google Plus
Youtube Linkedin Instagram

TEMPO HOJE

BUSCA DE CEP

 

Correios

CFBio solicita desarquivamento do Projeto de Lei do piso salarial do Biólogo

Publicado em: 12/02/2019


O presidente do Conselho Federal de Biologia - CFBio, Wlademir João Tadei, encaminhou nesta segunda-feira (11) ofício ao deputado Danrlei de Deus Hinterholz (PSD-RS) solicitando o desarquivamento do Projeto de Lei nº 5.755/2013, que “dispõe sobre a jornada, condições de trabalho e piso salarial dos biólogos”. No ofício, o presidente reiterou que o projeto, apresentado pelo deputado em 12 de junho de 2013, é de importância fundamental para a profissão de Biólogo.

A proposta trata de direitos trabalhistas dos Biólogos, a exemplo da jornada de trabalho, piso salarial, horas extraordinárias, adicional de insalubridade e de periculosidade, fornecimento de alimentação, remuneração de trabalho noturno e fornecimento de equipamentos de proteção individual.

O Projeto de Lei nº 5.755/2013 foi arquivado automaticamente no fim da última legislatura, mais precisamente no dia 31 de janeiro de 2019, conforme prevê o Regimento Interno da Câmara dos Deputados. Em seu Artigo nº 105, o regimento estabelece que proposições que tenham sido submetidas à deliberação da Câmara e ainda se encontrem em tramitação são arquivadas no fim da legislatura. Para que a proposição continue em tramitação, o autor precisa solicitar seu desarquivamento.

Desde que o projeto foi apresentado pelo deputado Danrlei, o presidente do CFBio tem participado de várias articulações junto a deputados, relatores e presidentes de comissões, bem como assessorias parlamentares, com objetivo de conseguir aprovação do projeto.

Entenda a tramitação

O PL n º 5.755 já passou pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP), onde teve parecer favorável, na forma de substitutivo, da deputada Gorete Pereira (PR-CE). O parecer foi aprovado, por unanimidade, em 24 de abril de 2017.

Em seguida, a proposta foi encaminhada a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), sob a relatoria do deputado Expedito Netto (PSD-RO). Em 12 de abril de 2018, o deputado também apresentou parecer favorável, pela constitucionalidade, juridicidade e boa técnica legislativa do projeto.

Uma vez desarquivado, o PL continuará sua tramitação na CCJC, em caráter conclusivo. Caso seja aprovado na comissão, a matéria segue para o Senado Federal sem precisar ser apreciada pelo Plenário da Câmara dos Deputados.



Voltar Imprimir este artigo